A posição geográfica do Centro-Oeste influencia muito nos sabores do lugar. Por ser a única região do Brasil que não é banhada pelo mar e possuir como vegetação predominante o cerrado, os pratos típicos possuem como ingredientes alguns elementos que não são tão comuns pelo país, como o pequi, a piranha e a capivara. 
 
Conheça 5 comidas características do Centro-Oeste e saiba em que estado encontrá-las:      
 
Arroz com pequi 
 
Se tem uma coisa que goiano gosta e consome é o pequi. Esse fruto amarelo, de gosto forte e cheio espinhos por dentro está presente em pratos doces, salgados, sorvetes, licores, azeites e geleia. Porém o mais característico é o arroz com pequi, que também serve como base para outra iguaria da região, a galinhada. Nesta versão, além do arroz e do pequi, o frango caipira traz mais sustância para o prato.   
 
 
Empadão goiano
 
Empada é um prato que se acha bem fácil em vários locais do Brasil. Mas em Goiás é o recheio que chama a atenção. Nessa torta com massa de empada, os goianos colocam frango, guariroba (um tipo de palmito popular na região), queijo, linguiça e carne de porco.
 
 
Caldo de Piranha
 
No Mato Grosso, a estrela principal vem do rio. A piranha é um peixe de água doce, carnívoro, que possui dentes muito afiados. Inclusive, algumas tribos indígenas os utilizam para fazer flechas.  
O caldo de piranha é feito com peixe, temperos e água. O prato é bem nutritivo e dizem que é afrodisíaco e pode ajudar até a curar ressaca. 
 
 
Sopa Paraguaia
 
O Mato Grosso do Sul faz fronteira com o Paraguai e isso acaba influenciando a culinária local. Tanto que a sopa paraguaia, que mais parece um pão ou bolo, é um prato típico dos dois locais. Ela é feita à base de milho e leva ingredientes como leite, óleo, muito queijo e cebola. Algumas versões possuem também tomate seco, orégano e azeitona.
 
 
Tereré
 
O quinto prato não é uma comida e sim uma bebida. O Tereré é uma iguaria muito consumida pelos sulmatogrossenses. Ele é uma espécie de chimarrão feito com erva-mate e água fria.