A identificação de um lugar se dá por várias formas: hino, língua, comida típicas e, claro, as bandeiras. O que é representado neste símbolo normalmente tem a ver com a história, belezas ou recursos naturais do local. Não existe um padrão estabelecido, porém alguns elementos são bem comuns, como o vermelho que está presente em 31,5% das bandeiras nacionais. 
 
Se você, assim como o Sheldon Cooper de The Big Bang Theory, se diverte com bandeiras diferentes, confira estas 6 curiosidades sobre esses símbolos nacionais ao redor do mundo: 
 
Bandeira retangular?
 
A grande maioria das bandeiras nacionais é retangular e possui mais ou menos a mesma proporção. Porém ninguém ousou tanto no formato como o Nepal. O país asiático optou por uma figura geométrica de cinco lados. Na verdade, as formas triangulares eram bem comuns em bandeiras do continente. Porém, depois da colonização britânica, apenas o Nepal decidiu continuar com o formato original. 
 
 
Tradição
 
Vermelha com uma cruz branca, a bandeira da Dinamarca, conhecida pelos dinamarqueses como Dannebrog, é considerada a mais antiga do mundo, datada de 1219. Dannebrog significa "pano honorável", o que tem tudo a ver com a história do símbolo nacional. 
 
Reza a lenda que, naquele ano, durante uma batalha, o rei dinamarquês Valdermar II Sejr estava prestes a ser derrotado pelos pagãos quando o céu se abriu e, entre os raios solares, desceu uma imensa bandeira vermelha com uma cruz branca desenhada ao centro. O milagre renovou as esperanças dos dinamarqueses, que venceram o confronto. 
 
Os historiadores não acreditam muito nessa história e dizem que, provavelmente, a bandeira da Dinamarca é derivada das antigas bandeiras das cruzadas da época.
 
 
Apenas para olhares mais atentos
 
O que a Romênia, país europeu, e o Chad, país africano, têm em comum? A resposta: as bandeiras nacionais. As duas são retangulares e possuem três listras verticais, azul, amarela e vermelha, respectivamente. Alguns dizem que o tom de azul é levemente diferente, mas, sinceramente, é quase impossível perceber.
 
 
Barriga de tanquinho 
 
A bandeira de Belize, um pequeno país da América Central, tem uma significado muito bonito, já que relembra a história do local e faz referência a um aspecto importante do passado, a indústria de mogno, que foi a base da economia nos séculos 18 e 19. Porém, o que acaba chamando a atenção é a forma física das figuras que representam os lenhadores: é de dar inveja a qualquer crossfiteiro.  
 
 
Pernas, pra que te quero?
 
A Ilha de Man ou Ilha do Homem é um território que pertence ao Reino Unido e fica no mar da Irlanda. Apesar de pequena e ter uma população de apenas 80 mil habitantes, ela entra nesta lista por causa do símbolo curioso no centro da sua bandeira. 
 
Num fundo vermelho, três pernas, que parecem vestidas com uma armadura de guerra, se juntam pela parte da coxa. Essa figura exótica é, na verdade, um símbolo celta que significa poder. 
 
 
A bandeira verde-amarela
 
Verde são nossas matas, amarelo, o nosso ouro, azul, o nosso céu. Esses são os significados das cores da bandeira do Brasil, certo? Depende. 
 
A bandeira que simboliza o país hoje foi adotada com a Proclamação da República em 1889. Porém, na época do Império, a nossa bandeira não era tão diferente assim. O que mudou foi o que cada cor significa. Naquela época, o verde fazia referência à família Bragança, à qual pertencia Dom Pedro I; o amarelo, à Dona Leopoldina, sua esposa; já o azul, era para remeter à Esfera Armilar, um instrumento de navegação, lembrando, assim, a Era dos Descobrimentos.