No começo de 2017, dados divulgados pelo Ministério do Turismo indicaram que quase 18% das mulheres brasileiras preferem viajar sozinhas. O índice é superior ao de homens com o mesmo desejo, que ficou em 12%. Esses números se refletem aqui no Viajala, já que, em menos de dois anos de operação no Brasil, as mulheres já tomaram conta: elas são responsáveis por 70% das pesquisas de passagens aéreas no site nacional do buscador. 
 
Das nossas viajantes, 22% tem entre 25 e 35 anos; outros 22%, entre 55 e 64 anos; e 18%, entre 35 e 44 anos. Isso significa que mulheres de todas as idades estão organizando muitas viagens, para si ou para seus grupos. "Estamos cada vez mais corajosas e unidas", diz Catalina Jaramillo, co-fundadora da empresa e vice-presidente de operações. "Isso se reflete também nas viagens. O assédio e a violência podem tentar nos intimidar, mas o mundo é de todos e a gente luta pelo direito de conhecê-lo também", conclui. 
 
Para quem ficou curiosa e quer saber mais sobre as dores e delícias de se aventurar solo pelo mundo, selecionamos 7 blogs de mulheres viajantes que trazem informações para além dos temas de segurança e vulnerabilidade em viagens, abordando também as neuroses do dia a dia, as cobranças internas da mulher e questões práticas, como etiqueta de vestimenta em países de cultura restritiva, menstruação, TPM, cabelo, alimentação, filhos, relacionamentos, etc.

How to travel light

 

A escritora e jornalista paulistana Gaía Passareli, de 40 anos, é autora do livro "Mas você vai sozinha?", de 2016, que reúne crônicas sobre suas viagens sem companhia. No blog, Gaía assinala no título de cada post qual viagem contada foi feita sozinha e fala sobre a liberdade que é descobrir seus próprios caminhos, desafiar seu senso de localização e não precisar de alguém viajando do seu lado o tempo todo.
(foto por Jonathan Manco/3 Travel Bloggers)

360meridianos 

 
As mineiras Luiza (foto) e Natália deram uma volta ao mundo em 2011, depois de uma temporada morando na Índia, e voltaram para casa com um blog de viagens no roteiro. Desde então, elas já moraram em vários cantos da Europa e passam largos períodos com mochilas nas costas viajando sozinhas. Também é uma boa opção para quem quer percorrer solo a América do Sul ou se aventurar pela Ásia, já que o 360meridianos é um dos blogs mais completos sobre o continente.

Contando as Horas 

 
A catarinense Bruna Bartolamei cansou de ser farmacêutica e resolveu seguir para um intercâmbio em Edimburgo, na Escócia, para pensar o que fazer da vida. Lá, descobriu que adorava escrever e viajar. Depois de conhecer a Europa sozinha, voltou para o Brasil, começou a estudar Turismo e abriu uma empresa na área. Hoje, o blog ajuda muito quem quer viajar sem companhia na Europa, especialmente no Reino Unido, onde Bruna passou mais tempo.

A Fragata Surprise 

 
A jornalista Cyntia Campos, soteropolitana e mochileira de 56 anos, já morou em Salvador, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, conhece boa parte do Brasil e já visitou outros 35 países - falando inglês, espanhol, alemão, francês e italiano. Cyntia gosta de viajar sozinha e mantém, no blog, um espaço para compartilhar experiências e falar de neuroses, preocupações e dos cuidados que aprendeu a ter na estrada.

Raízes do Mundo 

 
O blog da brasiliense Cris Marques tem uma seção voltada para o público feminino, onde fala sobre machismo, questiona imposições feitas às mulheres que viajam solo e ainda ajuda em questões práticas do dia a dia, tipo: como cuidar do cabelo crespo na viagem? Como lidar com a menstruação que chega bem quando estamos na estrada? Quais roupas e acessórios são mais versáteis?

Lala Rebelo 

 
A cuiabana Lala Rebelo já viajou por mais de 60 países - muitos deles, sozinha ou em grupos de apenas mulheres. Já morou nos Estados Unidos, na França, na Espanha, na Inglaterra e hoje se divide entre Brasil e Panamá. Publicitária e especializada em mercado de luxo, seus posts são inspiradores para quem quer conhecer sozinha cantinhos exclusivos, hotéis charmosos de alto padrão e resorts em ilhas paradisíacas.