A Espanha é um dos destinos mais buscados pelos brasileiros que querem estudar fora. Dá para apostar sem medo em várias razões para isso: a vida boêmia espanhola, cheia de barzinhos sempre lotados nas ruas; o clima amigável, mais solar que o de outros países concorridos como Irlanda e Canadá; a língua espanhola, relativamente próxima ao português, que facilita um pouco o dia a dia do brasileiro recém-chegado...
 
 
Tudo isso é maravilhoso, sim, mas há outro aspecto que faz da Espanha o destino ideal para os estudos. A imensa oferta de bolsas do país, para os mais diferentes tipos de experiência - desde um estudo básico de espanhol a inúmeras opções de Mestrado e Doutorado - tem foco em candidatos latinos e processos de inscrição bem descomplicados.
 
A duração da temporada de estudos varia bastante. Os cursos de línguas costumam ser de algumas semanas a, no máximo, seis meses. Os programas de graduação, em geral, envolvem um intercâmbio de um semestre. Já o Mestrado na Espanha dura de um a dois anos, misturando trabalhos teóricos com práticos, e entrega de dissertação no final.
 
Selecionamos as 7 melhores bolsas de estudo para brasileiros na Espanha e explicamos quando solicitá-las e como funciona cada uma delas. 

Bolsas da Fundación Carolina

Provavelmente o melhor e mais abrangente programa de Mestrado da nossa lista. A Fundación Carolina concede centenas de bolsas (em 2018, foram mais de 600) em diversas Universidades de diferentes cidades espanholas todos os anos, com alta cobertura.
 
Além das opções de Mestrado, que são as principais, há também bolsas de Doutorado, Pós-Doutorado e outros cursos. Outra vantagem da Fundación é possibilitar a participação do bolsista no programa Vivir en España, que ajuda o estrangeiro a conhecer sua cidade com atividades culturais gratuitas.
 
Onde fica: em diversas cidades da Espanha
Nível do curso: Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado, além de programas voltados para professores brasileiros
Duração: a partir de 6 meses
Áreas de abrangência: As principais áreas são de Ciência de dados e tecnologia, Desenvolvimento urbano, Energias Renováveis, Gestão Ambiental, Engenharias, Sustentabilidade, Ciências da Saúde, Biomedicina, Marketing, Administração, Relações Internacionais, Turismo, Economia, Jornalismo, Design, Ciências Sociais e Jurídicas, entre outras. Confira aqui a lista completa de programas, bolsas e requisitos.
Requisitos: O candidato deve ter os títulos necessários para cursar Mestrado e Doutorado, projetos acadêmicos sólidos ou uma boa experiência prática profissional, e não residir na Espanha. Dependendo do curso, podem ser exigidos comprovantes de fluência em inglês ou em espanhol e cartas de recomendação de antigos professores e chefes. Para saber os requisitos específicos, acesse a lista completa, escolha o curso e clique em "Requisitos".
O que a bolsa cobre: Varia de acordo com a Universidade escolhida. No geral, a cobertura do Mestrado é de 60% a 70% da anuidade da Universidade, passagens de ida e volta, seguro-saúde e uma ajuda mensal de 750 €. Para saber a cobertura específica, acesse a lista completa, escolha o curso e clique em "Dotación económica." Nas bolsas de Doutorado e Pós-Doutorado, a Fundación se responsabiliza por 60% dos custos e os 40% restantes são repassados à Universidade do candidato no Brasil.
Quando e como fazer a inscrição: A inscrição para o programa de bolsas, no geral, já garante a inscrição na Universidade, sem que o candidato precise realizar os dois processos. Mas alguns detalhes variam de acordo com a instituição escolhida. As inscrições costumam ficar abertas até março, e os aprovados são divulgados em junho. Você encontra um passo a passo para fazer a inscrição aqui.
Quando começa o curso: Sempre no segundo semestre. A data exata varia de acordo com a Universidade e o curso escolhidos. Para saber a data exata, acesse a lista completa, escolha o curso e clique em "Ficha técnica."

Bolsas para a Universidad de La Rioja

A jovem Universidad de La Rioja, inaugurada nos anos 90, oferece 8 bolsas de estudo de língua e cultura espanhola por trimestre, exclusivamente para brasileiros, e é uma boa opção para quem quer fazer um intercâmbio de poucos meses.
 
Onde fica: Logroño, em La Rioja
Nível do curso: Língua e cultura espanhola
Duração: 3 meses
Requisitos: O candidato precisa ser brasileiro, estudar em uma Universidade brasileira (seja graduação ou pós-graduação) e não residir na Espanha.
O que a bolsa cobre: Seguro-saúde, alojamento em moradia universitária, custos do curso, como taxas e mensalidades, e 1.500 € de auxílio para pagar a passagem de ida e volta e a alimentação.
Quando e como fazer a inscrição: O edital abre no primeiro semestre, para convocatória de bolsistas do segundo semestre do mesmo ano e do primeiro semestre do seguinte. As inscrições costumam estar disponíveis entre fevereiro e abril e são feitas online por aqui.
Quando começa o curso: A divulgação dos aprovados é em junho e as bolsas são divididas por trimestre - os cursos são entre outubro e dezembro, entre janeiro e março e entre março e junho.

Bolsas para a Universidad de Valladolid

Com sete campi espalhados por quatro cidades de Castilla y León, essa universidade é a segunda mais antiga da Espanha, fundada no século 13. Ela oferece 25 bolsas anuais de Mestrado e dá preferência para candidatos do Brasil e da Índia, o que já dá uma boa vantagem.
 
Onde fica: Valladolid, Palencia, Soria e Segóvia, em Castilla y León
Nível do curso: Mestrado
Duração: A partir de 1 ano
Áreas de abrangência: Engenharia agrônoma e ambiental em Palencia e Soria; ciências sociais em Segovia; e engenharias, ciências, letras, medicina, filosofia, administração e economia em Valladolid.
Requisitos: O candidato precisa ser professor universitário ou graduado em universidade, ter um bom histórico escolar e não ter residido na Espanha por mais de 12 meses nos últimos anos.
O que a bolsa cobre: Seguro-saúde, passagem de ida e volta (máximo de 1.200 €), auxílio mensal de 750 € e 80% dos custos da Universidade, como taxas e mensalidades.
Quando e como fazer a inscrição: O edital fica publicado na página da Universidade, disponível aqui. As inscrições costumam abrir em fevereiro e são feitas online por aqui.   
Quando começa o curso: Sempre no segundo semestre. A data exata varia de acordo com o campus e a modalidade escolhidos.

Bolsas Top España

Um programa viabilizado pelo Santander, o Top España leva, todos os anos, dezenas de bolsistas (em 2018, foram 100!), entre alunos de graduação e professores, a estudar espanhol no país por três semanas, com tudo pago, na Universidad de Salamanca, a mais antiga da Espanha. É o melhor programa para quem quer uma estância curta fora de casa, gastando nada. 
 
Onde fica: Salamanca, em Castilla y León
Nível do curso: Língua Espanhola
Duração: 3 semanas
Requisitos: O candidato deve ser aluno de graduação ou professor universitário de alguma das Universidades participantes do programa. Confira com a sua Universidade se ela faz parte do projeto e qual é a documentação necessária para concorrer.
O que a bolsa cobre: Todas as despesas com o curso, passagens de avião de ida e volta até Madri, translado até Salamanca, alimentação, hospedagem e certificado.
Quando e como fazer a inscrição: A primeira etapa é inscrever-se junto à própria Universidade do candidato. São as Universidades aqui do Brasil que fazem a pré-seleção. Se sua candidatura for pré-aprovada, é preciso preencher uma ficha aqui. As inscrições costumam abrir de fevereiro a maio. 
Quando começa o curso: Sempre no segundo semestre.

Bolsas do Programa Ibero-Americanas Santander

 
O Programa Ibero-Americanas do Santander contempla cerca de 1.000 universitários com bolsas de intercâmbio para 9 países da Europa e da América. O valor da bolsa não é dos melhores, mas é o programa com o maior número de Universidades participantes. A oportunidade é boa para quem está cursando uma graduação e quer ter uma experiência internacional durante um semestre.
 
Onde fica: Espanha, Portugal e países americanos como Peru, México e Colômbia
Nível do curso: Graduação
Duração: 6 meses
Áreas de abrangência: diversas
Requisitos: O candidato deve ser aluno de graduação de alguma das Universidades participantes do programa de intercâmbio. Confira com a sua Universidade se ela faz parte do projeto e qual é a documentação necessária para concorrer. 
O que a bolsa cobre: O auxílio concedido é único, de 3.000 €.
Quando e como fazer a inscrição: A primeira etapa é inscrever-se junto à própria Universidade do candidato. São as Universidades aqui do Brasil que fazem a pré-seleção. Se sua candidatura for pré-aprovada, é preciso preencher uma ficha aqui. As inscrições costumam acontecer de março a setembro. Em 2018, o período de inscrições vai até o dia 12 de setembro.
Quando começa o curso: As datas variam de acordo com o país e a Universidade escolhidos.

Bolsas para a Universidad de Jaén

Uma das únicas representantes da belíssima região da Andaluzia na nossa lista, a Universidad de Jaén é bem recente, também da década de 90, e oferece auxílio de Graduação e Mestrado para alunos estrangeiros de diversas áreas, com vantagem para quem tem fluência no espanhol.
 
Onde fica: Jaén, na Andaluzia
Nível do curso: Graduação e Mestrado
Duração: a partir de 1 ano
Áreas de abrangência: Na Graduação, História, Geografia, Administração e Engenharias diversas (como civil, elétrica, mecânica e química); No Mestrado, Artes, Ciências da Saúde, Ciências Sociais e Jurídicas, Engenharias, Arquitetura, Telecomunicações, Tecnologias Geoespaciais e Energias Renováveis.
Requisitos: O candidato deve ter média alta registrada no histórico universitário, contratar um seguro-saúde privado (já que a bolsa não cobre). Candidatos fluentes em espanhol têm vantagem na seleção. Quem concorre ao mestrado deve apresentar o diploma de graduação.
O que a bolsa cobre: Todos os custos da Universidade, como taxas e mensalidades, curso de espanhol e um auxílio anual de 2.200 € para graduação e 3.000 € para Mestrado.
Quando e como fazer a inscrição: A primeira etapa é fazer a solicitação da bolsa. As inscrições costumam ficar abertas até o fim de abril e devem ser feitas aqui. Se aprovado, o candidato pode fazer sua matrícula diretamente com a Universidade. Mais informações aqui
Quando começa o curso: As datas variam de acordo com a modalidade escolhida.

Bolsas para a Universidad de Salamanca:

Uma das melhores e mais tradicionais Universidades da Espanha concede 36 bolsas de Mestrado para estudantes latinos, de novo em parceria com o Santander e com a Fundación Carolina. Selecionamos um dos programas de bolsas da Universidade, mas é bom saber que há várias outras opções, inclusive para Doutorado, no site da Universidade.
 
Onde fica: Salamanca, em Castilla y León
Nível do curso: Mestrado e Doutorado
Duração: a partir de um ano
Áreas de abrangência: são mais de 70 opções de cursos de Mestrado, como História, Filosofia, Arte, Patrimônio Cultural, Ciências Ambientais, Ciências da Saúde, Física, Química, Engenharias e Arquitetura. Confira a lista completa aqui.
Requisitos: O candidato deve ter média alta registrada no histórico universitário, ter proficiência em espanhol e apresentar os diplomas exigidos.
O que a bolsa cobre: Todos os custos da Universidade, como taxas e mensalidades, seguro-saúde e alojamento em moradia universitária. No caso do Doutorado, não é dado alojamento, mas o bolsista recebe um auxílio em dinheiro de 600 € mensais.
Quando e como fazer a inscrição: Primeiro, é preciso inscrever-se em algum curso de Mestrado ou Doutorado da Universidade de Salamanca. Depois, para solicitar a bolsa, faça o download do formulário de inscrição aqui, preenchendo e enviando por e-mail para bintmaster@usal.es, junto com a documentação exigida: cartas de motivação e recomendação, currículo, certificado de proficiência em espanhol e cópias de passaporte, diplomas, histórico universitário e comprovante de inscrição no curso. As solicitações de bolsa costumam ficar abertas até o fim de maio. Mais informações no edital da última edição, disponível aqui.
Quando começa o curso: Sempre no segundo semestre.