Viajar para o exterior faz a gente se preocupar com um monte de coisas: documentos necessários, passaporte, visto, regras locais de imigração, vacinas… e câmbio. As compras na moeda local com cartão de crédito também exigem uma série de cuidados, porque o cartão escolhido pode influenciar e muito nos seus gastos: cartões com taxas altas podem significar dezenas, centenas de reais a mais na fatura do fim do mês.
 
 
A maioria dos bancos que atuam no Brasil oferece cartões internacionais. Um levantamento feito pelo portal de finanças, Konkero, apontou os melhores cartões internacionais para clientes de plano básico:
 
Ourocard Internacional 
Bandeira: Visa ou Mastercard
Anuidade: Visa: R$ 234 ou 12x de R$ 19,50
                  Mastercard: R$ 252 ou 12x de R$ 21
Renda Mínima para ter direito ao cartão internacional: 800 reais
 
Itaucard Internacional
Bandeira: Visa ou Mastercard
Visa: R$ 202 ou 12x de R$ 16,83
Martercard: R$ 183 ou 12x R$ 15,25
Renda Mínima para ter direito ao cartão internacional: 800 reais
 
Bradesco Internacional
Bandeira: Visa ou Mastercard
Anuidade: Visa: R$ 260 ou 12x de R$ 21,66
                  Mastercard: R$ 270 ou 12x R$ 22,50
Renda mínima para ter direito ao cartão internacional: R$ 998
 
Caixa Internacional
Bandeira: Visa ou Mastercard
Anuidade: R$ 207 ou 12x de R$ 17,25
Renda mínima para ter direito ao cartão internacional: R$ 1.000,00
 
 
E as taxas de câmbio?
 
Toda vez que se utiliza um cartão no exterior ou se faz compras em sites estrangeiros, o valor que chegará na fatura é calculado em dólar, mesmo que a moeda do país onde foi realizada a compra seja outra. Vamos supor que alguém de viagem marcada para Paris compre pela Internet as entradas para o Museu do Louvre, que custam 17 euros. O valor final que o comprador vai pagar será calculado a partir da conversão do euro para dólar e depois, do dólar para o real. 
 
Cada instituição financeira possui a sua taxa de câmbio (ou seja, o seu valor tabelado de conversão, normalmente mais alto que o valor do dia). Por isso, antes de sair gastando no exterior, vale a pena ver se o banco oferece uma boa conversão. O Viajala pesquisou as 4 principais administradoras de cartão de crédito no Brasil e comparou com o valor do dólar comercializado naquele dia. 
 
Um detalhe importante é que, atualmente, o valor que você vai pagar é calculado com base no câmbio da data do fechamento da fatura e não na data que você fez sua compra. Porém a partir de 2020, a taxa de conversão dos gastos em cartão de crédito no exterior passará a ser aquela do dia em que houver a despesa. 
 
Por exemplo: você compra uma roupa por US$ 20 no dia 20/04 e paga com o cartão de crédito, com o dólar sendo comercializado a R$ 4,05. Mas sua fatura fecha no dia 30/04, dez dias depois, quando o dólar já subiu e está sendo comercializado a R$ 4,10. Nesse caso, você vai pagar 20 (preço em dólar) X R$4,10 (conversão do dia do fechamento) + impostos. A partir de 2020, nessa mesma situação, você pagaria 20 (preço em dólar) X R$4,05 (conversão do dia da compra) + impostos.  
 
O que o Viajala encontrou: 
 
Itaú
Dólar do dia: 3,96
Dólar cobrado: R$ 4,17
Variação: 
Observação: Para evitar a oscilação do câmbio entre a data da compra e o fechamento da fatura, o banco oferece a opção de carregar o cartão com moeda estrangeira, ou seja, transformando-o em pré-pago para utilizar no exterior ou fazer compras em sites internacionais.
 
Banco do Brasil
Dólar do dia: 3,96
Dólar cobrado: R$ 4,12
 
Caixa Econômica 
Dólar do dia: 3,96
Dólar cobrado: R$ 4,07
Observação: A Caixa permite que a conversão utilizada seja a do dia da compra, desde que seja solicitada pelo cliente no momento do desbloqueio do cartão. 
 
Bradesco 
Dólar do dia: 3,99
Dólar cobrado: R$ 4,23 
 
 
Evite surpresas com a fatura 
 
  • Se você perceber que o dólar está oscilando muito, pense duas vezes antes de usar o cartão de crédito. É melhor investir em um cartão pré-pago (que possui um câmbio fixo e você determina quanto vai gastar) ou pagar em dinheiro vivo. 
  • Lembre-se que toda compra realizada em moeda estrangeira usando o cartão internacional, será aplicado um imposto (IOF) de 6,38% do valor direto na fatura.